Escrito em por , na categoria Cidades e Comunidades Sustentáveis, Consumo e Produção Sustentáveis, Fome Zero e Agricultura Sustentável.

economia circular na agricultura

Segundo o cientista francês Antoine Lavoisier (1743-1794) é autor da frase: “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”, pioneiro de várias ciências incluindo economia e agricultura já previa a economia circular na agricultura.

Um sistema produtivo mais sustentável e que minimize os impactos ambientais é o sistema ideal. Tal idealismo possui nome e sobrenome, conhecido como economia circular na agricultura.

Entende-se por economia circular o desenvolvimento econômico com uma melhor utilização dos recursos naturais, por meio da modelagem de negócios de forma mais consciente e otimizada nas etapas de fabricação, priorizando insumos de longa duração, renováveis e recicláveis.

Com um olhar voltado a agricultura e ao agronegócio, economia circular, refere-se a modelos alternativos e mais sustentáveis, que representam as práticas adotadas na fazenda, visando o aumento do mercado interessado em promover uma atividade agrícola mais sustentável e com menor impacto ambiental. Um exemplo prático é o emprego do lixo produzido dentro da cadeia produtiva, formando um ciclo.

As formas que entendemos economia atualmente.

O blog da “Cerrado case”, caracteriza a economia linear, a qual a sociedade conhece, como uma cadeia produtiva em que os recursos explorados para a produção são descartados de forma premeditada após serem utilizados, gerando dessa forma grande produção de resíduos e desgaste dos recursos naturais. 

Tal modelo se encontra enraizado em nossa economia. No entanto, economistas apontam que essa modelagem está se provando inviável, uma vez que causa esgotamento dos recursos naturais do meio ambiente, uma geração de resíduos incalculável e fomenta uma cultura de consumo imediato com uma facilidade de troca instantânea.

Uma nova economia baseada em “Rs”

A economia circular é pautada em refletir, reduzir e reutilizar. Cada um dos “r” citados possui significados particulares que juntos formam um entendimento único e claro do que a economia circular pretende dentro da agricultura.

1.Refletir, significa elaborar um produto com o objetivo de agregar valor em sua recirculação. Propõem-se refletir a uma forma de recuperar o valor dos materiais primários utilizados na fabricação do produto após o seu descarte.

2.Reduzir: Pretende-se na menor utilização de recursos naturais finitos, como energia, água e matéria prima.

3.Reutilizar: Pauta-se no reaproveitamento dos recursos e das matrizes disponíveis prontos para a fabricação. Ações como reparos e consertos são base para a reutilização, pensando assim de ao invés de criar um objeto do zero, há um ressignificado a ela.

Dessa forma, percebe-se que todos os “R” estão interligados de forma dependente, não há como reutilizar um produto sendo que não houve uma reflexão no momento de sua fabricação, impedindo também dessa maneira o impedimento da redução do consumo em cadeia do mesmo produto.

Em uma publicação áudio visual, a Fundação Ellen McArthur reflete de forma clara, objetiva e didática como a economia circular é pautada nos 3 Rs. Atualmente a ativista ambiental Greta Tamderbug ainda acrescenta mais dois “R” nessa forma de organização econômica. Adicionando os entendimentos de Renovar e Recuperar.

Quais os benefícios da economia circular para a Agricultura.

Os benefícios para a economia e para a sociedade são inúmeros. No entanto, para a agricultura os benéficos vão além.

Um dos principais pontos que norteiam a agricultura brasileira e mundial é alimentar a população mundial com a menor utilização de insumos químicos de forma necessária, com menos práticas sem sentidos e que não são pautadas na sustentabilidade.

De maneira a elucidar os benefícios que a estruturação dos modelos de negócio com base na economia circular para a agricultura, sites de referência no assunto como a Associação Brasileira do Agronegócio da Região de Ribeirão Preto diz que, “O Brasil conta com um dos melhores exemplos de economia circular no seu setor sucroenergético. Aqui, a cana-de-açúcar é cultivada com grande economia de insumos químicos, via controle biológico de pragas e adubação orgânica. A palha permanece no campo para proteger e enriquecer o solo.”

Além disso, é notório que a economia circular torna o negócio desenvolvido mais competitivo e atraente aos consumidores, são pautadas em práticas que reduzem o impacto ambiental, promovem a economia de insumos de forma aliada a tecnologia e a agricultura.

Para saber mais sobre o blog da Cerrado case acesse aqui. Mas caso esteja interessado em maiores detalhes sobre a ABARGRP, entre aqui. Esse é um conteúdo original BiO3. Para contato, criticas ou sugestões acesse aqui.