2_bio3_preto
PortuguêsEnglishEspañol

Programa CCB

As Normas de Clima, Comunidade e Biodiversidade (CCB Standards) são um conjunto de diretrizes para projetar e avaliar projetos de gestão de terras e compensação de carbono que visam combater as mudanças climáticas, apoiar as comunidades locais e proteger a biodiversidade.

As Normas CCB foram desenvolvidas por uma coalizão de organizações, incluindo a Rainforest Alliance, Conservation International e a Climate, Community and Biodiversity Alliance. As normas fornecem um quadro para avaliar os impactos de projetos na mitigação das mudanças climáticas, adaptação, benefícios comunitários e conservação da biodiversidade.

Para obter a certificação sob as normas CCB, um projeto deve cumprir um conjunto de critérios relacionados às mudanças climáticas, benefícios comunitários e sociais e conservação da biodiversidade. O projeto deve demonstrar que está reduzindo as emissões de gases de efeito estufa, melhorando os meios de subsistência locais e protegendo ou restaurando os ecossistemas naturais. Uma vez certificado, o projeto pode gerar créditos de carbono verificados que podem ser vendidos em mercados de carbono como forma de compensar as emissões.

As Normas CCB são amplamente reconhecidas como um quadro líder para garantir que projetos de mitigação das mudanças climáticas e compensação de carbono contribuam para o desenvolvimento sustentável e a conservação da biodiversidade.

Dados Significativos

Alguns dados sobre o Programa podem ser destacados, sendo eles:

  • As Normas CCB foram lançadas em 2005 e desde então têm sido atualizadas regularmente para garantir que estejam alinhadas com as melhores práticas e a ciência mais recente.
  • As Normas CCB são usadas para avaliar uma ampla variedade de projetos, desde a gestão sustentável de florestas até a produção de biocombustíveis e a instalação de sistemas solares em comunidades rurais.
  • Desde o lançamento das Normas CCB, mais de 300 projetos foram certificados em todo o mundo, abrangendo mais de 130 milhões de hectares de terra e água.
  • Alguns dos principais benefícios dos projetos certificados sob as Normas CCB incluem a redução das emissões de gases de efeito estufa, a melhoria das condições de vida das comunidades locais, a conservação da biodiversidade e a criação de oportunidades econômicas sustentáveis.
  • As Normas CCB são frequentemente usadas em conjunto com outras normas e certificações, como o Mercado de Carbono Voluntário, para fornecer uma avaliação abrangente do impacto social, ambiental e econômico de um projeto.

Requisitos Gerais

Requisitos de Clima:

  • O projeto deve demonstrar que resultará em reduções ou remoções reais, mensuráveis e adicionais de emissões de gases de efeito estufa, em comparação com um cenário base. Isso significa que o projeto deve ser capaz de mostrar que não teria ocorrido sem o financiamento e o suporte fornecidos pelos desenvolvedores e investidores do projeto.
  • O projeto deve fornecer documentação clara e transparente de sua metodologia para calcular as reduções ou remoções de emissões. A metodologia deve ser cientificamente rigorosa e verificada independentemente.
  • O projeto deve estabelecer um plano de monitoramento para rastrear suas reduções ou remoções de emissões ao longo do tempo e deve relatar suas reduções ou remoções de emissões a um verificador independente de terceiros regularmente.

Requisitos de Comunidade:

  • O projeto deve demonstrar que se envolveu com as comunidades locais de maneira transparente e inclusiva e obteve o consentimento livre, prévio e informado delas. Isso significa que as comunidades foram adequadamente informadas sobre o projeto e tiveram a oportunidade de fornecer comentários e feedback.
  • O projeto deve demonstrar que resultará em benefícios tangíveis para as comunidades locais, como melhorias na subsistência, acesso a recursos aprimorados ou valores sociais ou culturais aprimorados.
  • O projeto deve estabelecer um mecanismo de queixa para abordar quaisquer preocupações ou reclamações levantadas pelas comunidades locais e garantir que o mecanismo seja acessível e responsivo aos membros da comunidade.

Requisitos de Biodiversidade:

  • O projeto deve demonstrar que resultará em um impacto líquido positivo na biodiversidade e deve identificar e avaliar os riscos potenciais à biodiversidade associados ao projeto.
  • O projeto deve estabelecer medidas para mitigar quaisquer impactos negativos na biodiversidade e deve identificar oportunidades para aprimorar a biodiversidade.
  • O projeto deve estabelecer um plano de monitoramento para acompanhar as mudanças na biodiversidade ao longo do tempo e deve relatar seu progresso a um verificador independente de terceiros regularmente.

Em geral, os Padrões de Clima, Comunidade e Biodiversidade visam garantir que os projetos de uso da terra que visam mitigar as mudanças climáticas sejam implementados de maneira a apoiar o desenvolvimento sustentável, respeitar os direitos e necessidades das comunidades locais e conservar a biodiversidade. Os requisitos específicos variam dependendo do tipo de projeto e do contexto em que é implementado, mas são projetados para serem robustos, transparentes e cientificamente rigorosos.

Esse é um conteúdo original biO3. Para acessar outros conteúdos de nosso blog, clique aqui. Para saber mais sobre as normas CCB, clique aqui.